29.11.14

Passando muito tempo com o Doctor

Faz algum tempo que quero falar sobre isso aqui no blog, mas tenho estado meio ocupada, sabe, assistindo a série. Estou falando de tudo que é, tudo que foi, tudo que poderia ter sido. Estou falando do homem que viaja em uma espaçonave que é maior por dentro. O homem que salvou a Terra milhões de vezes e nunca foi agradecido por isso. Estou falando do Doctor.



Eu não sou muito fã de séries em geral, mas as vezes gosto de me aventurar em alguns títulos. Raramente me envolvo com as personagens e acabo largando a série antes mesmo de terminar uma temporada. Oh, dessa vez foi completamente diferente... Foi num dia em que eu estava entediada e resolvi assistir alguma coisa nessa maravilha do mundo contemporâneo chamada Netflix. Eis que, claro, Doctor Who (2005) é uma das séries mais populares, e por isso sempre aparece na primeira página e, naquele dia, por algum motivo misterioso, resolvi dar uma olhada. Oh, my. Foi amor ao primeiro episódio. Eu não sabia exatamente o que esperar - sempre via pessoas falando sobre o show ou posts no tumblr, mas nunca soube sobre o que realmente se tratava -, e a minha primeira surpresa foi ver que a série não começava já com David Tennant (no offense tho), mas com Christoper Eccleston. ♥


Diga olá para o 9th Doctor~

Não que eu não goste do 10th Doctor (pelo contrário, eu amo ele), é só que sempre que eu via algum gif ou imagem da série, era o Dave (íntima ♥) ou o Matt Smith, então eu pensava que não tinha ninguém antes deles. Eu também nunca tinha entendido porquê o Doctor podia ser interpretado por pessoas diferentes, mas isso é revelado na primeira temporada e não é segredo pra ninguém, risos. Enfim, eu simplesmente amava o 9th Doctor, mas eu não gostei muito da companheira dele de primeira. Depois fiquei com saudades, ela mudou um pouco no decorrer da série (assim como qualquer companheira que o Doctor venha a ter), então eu comecei a gostar dela. Depois eu percebi que isso acontece com uma certa frequência, infelizmente.

Ok, eu tô aqui, o tempo todo falando das coisas que eu gostei, sem falar sobre o quê diabos a série se trata (embora muito provavelmete não seja novidade pra ninguém), então eu vou traçar superficialmente pra vocês: tem aliens e um cara muito louco chamado Doctor (na verdade o nome dele é oculto para os telespectadores) que tenta parar os extraterrestres de invadir/destruir a Terra e o universo. Parece bem chato falando assim, porque parece que não tem uma história para que haja progressão, mas isso não é verdade: há sempre os companheiros do Doctor e certos inimigos que querem acabar com ele de uma vez por todas, como os Daleks.

Então, de volta à minha experiência pessoal com a série, eu assisti as 3 primeiras temporadas dentro de uma semana, e isso é muito incomum pra mim - raramente fico tão "viciada" que assisto algo tão rápido -, e eu diminuí um pouco o rítmo na quarta temporada, mas cá estou eu, no meio da quinta temporada. O Doctor muda entre essas duas temporadas, e eu ainda não superei a ida do 10th, sério.


10th Doctor, interpretado por David Tennant

Eu realmente não fui com a cara do 10th Doctor de primeira, só porque eu não tinha superado o 9th ainda. Meu amor por ele começou quando eu percebi que ele era altamente brincalhão (amo pessoas brincalhonas ♥), e David Tennant é muito bom no papel - bem, interpretar o Doctor era seu sonho na infância, então pode-se adicionar o fato de que ele realmente gostava do que estava fazendo. Sua ida foi a primeira vez que chorei assistindo essa série - e faz tempo que não chorava ao assistir alguma coisa, por mais triste que o filme/série fosse - e eu ainda fico meio triste quando penso nele, mas sempre dá pra assistir vídeos de tributos etc., risos. Estou começando a gostar do 11th, mas meu coração continua partido. Estranho, porque em geral eu tenho problemas pra me envolver com as pessoas, sejam elas reais ou ficcionais. Como você fez isso, 10th?!

Acho que não era exatamente esse post que eu tinha em mente quando resolvi falar sobre Doctor Who, mas tudo que eu quero dizer é que essa série realmente me pegou, como nenhum outra fez antes, e eu estou comepletamente apaixonada por ela. Pra quem não assistiu, recomendo com todas as minhas forças.

Bem, acho que é hora que continuar assistindo os outros episódios. Off I go then. :)


Todos os gifs foram retirados do site giphy.com

Nenhum comentário

Postar um comentário